quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Me perdendo para me achar

Me sinto assim. Perdida. Perdida dos laços, das ideias e dos ideais. Eu tinha um motivo em alguma parte do caminho, mas não me vejo mais nele. A vida é seguirmos nos reinventando e nos redescobrindo; mas e quando não se descobre nada de novo? E quando parece que a vida fez uma pausa e nada acontece e o pouco que acontece não te interessa?
Sabe o que me faz mal, por exemplo? Ver o facebook dos outros. Fico aqui morrendo de inveja das viagens, conquistas, filhos novos, separações, novos amores, novas amizades, perdas, ganhos, enfim, a vida acontecendo. Acompanho tudo de longe e penso: O que tenho vivido? O que tenho produzido? Cadê meus sonhos? E quer saber? Não acho nenhum.
Já quis ter filho, já quis escrever de verdade, já quis abrir uma ong, já quis mudar o mundo, plantar uma árvore, fazer cooper, deixar o cabelo crescer, emagrecer, ser loira, ser ruiva. Já quis muitas coisas que não quero mais.
E nesta falta de sonho, me sinto assim, perdida num mundo que não me pertence, não me enche de energia, cansaço, emoções. Moro em um paraíso que não tem me dito nada. Cuido dos gatos, brinco com os cachorros, saio com meu Nêgo, vou à praia, tomo sol, ouço música, vejo o mar e volto para o nada.
Esta fase acaba me deixado com o pé balançando sempre que sento, na inquietude por mudança da minha atitude. Jogo paciência, e haja paciência para transformar esta pessoa aqui em algo que valha a pena. Bichinho de cidade grande vivendo no cercado. Em um povoado. Tudo no cercadinho desta vila me parece um filme, ou uma novela, onde os núcleos se misturam com suas intrigas e seus segredos, tudo acaba parecendo meio fake, meio Ilha da Fantasia.
Mas, dizem por aí, que às vezes precisamos nos perder para nos achar. Estou na fase de me procurar. Um dia, me acho. Espero que em breve.

13 comentários:

Ana disse...

Re

entendo perfeitamente o que vc quer dizer. Tb me encontro nessa vida besta, sem objetivos, sem sonhos, e isso me dá uma inquietude imensa!

Quanto ao facebook... sabe o que eu faço? Bloqueio. Bloqueio pessoas que vivem postando foto de viagem, de compras, aquisições...rs.. assim não fico mal. E outra, precisamos pensar que as pessoas colocam no facebook só o que elas querem que as outras pessoas vejam, só o que lhes dá status, que dizem " ei, eu sou foda". Quando na verdade essas pessoas tem problemas e medos como qq outro. Alias, talvez mais do que nós.

Boa sorte na nossa busca!

beijos e muita saudade!

Cassia disse...

Estou com a Ana!
Facebook tem muita fantasia. A vida não é só festas ou em casa "tomando um vinhozinho, comendo uma tábua de frios e assistindo um clássico na tv full HD de 46"" enquanto espera o filho ou a filha voltar do show de uma banda internacional onde o ingresso custou 400 paus!... conversa! tá é em casa, sentado no sofá velho e assistindo uma tela quente que quando acaba sai procurando se tem mais alguma coisa pra ver nos 6 canais de uma antena santa rita, comprada na rua da concórdia com um bombril pendurado!
A vida é igual pra todo mundo, cheia de mesmices, mas ao mesmo tempo encantadora porque estamos vivos e com saúde, podendo sonhar e executar, se quisermos. Será que nos falta oportunidade ou coragem?
Grande beijo, minha querida.
Deus te proteja sempre.
Cá.

Pri S. disse...

Estou me sentindo EXATAMENTE dessa forma. E buscando me separar do que não me faz mais sentido, ao mesmo tempo em que não sei dizer exatamente o que eu desejo.

Facebook? hahahaha Assim como a Ana e a Cassia, acho que é preciso não acreditar em tudo que se vê por lá. Geralmente as pessoas dividem a parte boa, aquela que gostam e querem mostrar ao mundo. As dúvidas, frustrações e tristezas ficam pro travesseiro. Ou pra aquelas pessoas com quem se pode realmente dividir mais do que um comentário superficial, uma foto...

Perca-se e encontre-se quantas vezes for necessário. Melhor do que viver na ilusão, na superficialidade e dando valor às coisas erradas - que é o que tanto vemos acontecer por aí.

Bjos!

Cláudia disse...

Amiga, console-se entrando no meu facebook: não acontece absolutamente nada por lá.
Pense que nem tudo está perdido, querida, segundona tem Miss Universo para seu deleite e felicidade.
Brincadeiras à parte, eu acho que cada um de nós vive isso em algum ou alguns momentos da vida. E acho também que o primeiro passo para se livrar dessa sensação é exatamente este que você está dando, o de se achar fazendo nada da vida, de se achar estagnada etc.
Não quer dizer que voce vai virar sua vida do avesso, pode até concluir que ela na verdade é bem boa e que a sensação foi passageira.
beijos

Beth Blue disse...

Pois eu nem te conheco mas te entendo perfeitamente. Estou passando por uma fase parecida...e rezo para que passe logo.

Quanto ao Facebook, eu nem sequer tenho! Me recuso a participar deste circo. Prefiro ficar aqui no meu canto. Depois eu e que sou louca.

Vivis disse...

Ô Rê, concordo com as meninas acima.
Acho que este facebook é uma merda e até li outro dia que ele cria uma síndrome - cujo nome em inglês não sei - que parece que a grama do vizinho do lado é MEGA mais verde que a sua e que você, tonto, tá perdendo a maior festa!
Ahhhh, não liga pr isso, não!

Sinceramente, continuo aqui na cidade grande, trabalhando feito uma retardada, neste mundo corporativo que te suga, e continuuuuuo perdida! Aliás, nem sei se algum dia tive uma meta assim, super, mega definida........

Então acho que a questão é do ser humano mesmo...não sei se é o fato de vc estar aí com nossas priminhas........

Ah, já pensei mil vezes em largar este facebook pois sinto a mesma coisa: CACETE, MEU, COMO AS PESSOAS SÃO FELIZES, LINDAS, MAGRAS, ESPORTISTAS, E TUDO MAIS!
aff...

Beijaõ rrreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!! E tô aqui torcendo por sua felicidade!!

Anônimo disse...

gente me vi nisso que vc falou ...tava me pergunatndo tudo isso num faz nem dois dias affff....preciso de respostas, preciso me enontrar me achar, preciso de uma luz um caminho helpppppppppppppp ahahahahhaahahah.bjo

Anne Hauf disse...

Calma, meninas! Esse vazio, essa insatisfação constante são humanas - nosso querido Freud falava bastante disso. Mas isso não justifica que devemos nos nos acomodar numa vidinha mais ou menos. O tempo voa. É hora de rever conceitos, buscar novos sonhos e novos desafios.

Anônimo disse...

Bicho de cidade grande não vive no mato por muito tempo.
Volte pra casa!
Aqui tua vida era muito mais animada mesmo qdo não tinha nada para fazer.

Anônimo disse...

Caramba! Foi na veia. Eu pensei que só eu estivesse assim... Obrigada!

Anônimo disse...

Acompanho seu blog há algum tempo e fiz exatamente o que vc fez e estou me sentindo exatamente como vc esta.Me sinto perdida, o que era motivo de felicidade acho que se transformou numa imensa frustração. Preciso me econtrar. Que saudades de mim!!!

Anônimo disse...

Quanto ao face a grama do vizinho é sempre mais verde. Quem olha pra você indo a praia, cuidando dos cachorros e ficando com seu nêgo deve achar sua vida um supra sumo da felicidade. Eu se pudesse olhar o mar todos os dias isso já valeria a pena acordar todos os dias. Vc precisa de algo que te nutra que faça valer a pena procure e encontrará.

Unknown disse...

Hummm, sei como se sente ... ainda estou tentando me encontrar ... encontrar algo que faça a vida pulsar de verdade ... Espero que já tenha se encontrado, e caso não, espero que não tenha perdido a fé...

Beto Velasco