segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Porque eu amo...


Amo porque ele gosta de 007, sabe todas as curiosidades e assiste comigo cantando a música "Tarantaran taran..."
Amo porque ele acha que seus olhos são verdes, mas são no máximo um mel.
Amo porque ele acolhe a minha paixão pelos animais e os ama da mesma forma que eu.
Amo pois ele sabe tudo sobre tudo e eu adoro ouvir suas histórias.
Amo porque ele faz café da manhã na cama para mim e fica intalado com a bandeja na porta quebrando toda a louça e fazendo voar leite pela casa inteira.
Amo, pois ele joga frescobol bem, mas não espalha que vai ficar se achando e na verdade eu ainda jogo melhor que ele.
Amo pois acordo com ele me olhando dormir.
Amo, pois ele aperta meu nariz enquanto durmo para ver se eu sinto falta de ar, vai entender?
Amo pois ele sabe ser amigo dos amigos dele e sempre os ajuda.
Amo porque ele topa meu "domingo trash" e passamos a semana inteira pensando na tranqueira que vamos comer no domingo.
Amo porque ele sempre ganha no jogo de poker.
Amo porque ele me ensinou a jogar poker.
Amo porque ele parou de beber mesmo tendo sido excluido pelos "amigos" de bar.
Amo porque ele fala igual ao menino Maluquinho: "Amor, tem água na caixa d'água?" e eu traduzo de imediato: "Amor, tem leite na geladeira?"
Amo porque ele cozinha o melhor Carandirú (prato que mistura tudo que tem na geladeira) do mundo.
Amo porque ele me ensinou a gostar de Ozzy Osbourne.
Amo porque ele deixa o controle remoro da TV comigo.
Amo porque ele faz supermercado para mim.
Amo por estes detalhes e por um montão mais de outros motivos... Feliz 36 anos!

2 comentários:

Cláudia disse...

Eu acho que um marido que deixa o controle remoto com a esposa é tudo. Mais do que dar a senha do banco, do email e da caixa postal do celular!
bjs

C. Cruz disse...

Não sei se pelas oscilações emocionais causadas por uma TPm fora de época, ou por uma identificação imediata. Mas estou chorando há uma hora com cada post seu.
Pela coragem de expôr a vida e sentimentos tão nobres, e o cotidiano que torna a vida bela e mais nobre ainda, assim de uma forma tão singular.
Obrigada.