quinta-feira, 10 de abril de 2014

Caramelo, Lelo, meu Leludo



Era para ser meu. Estava escrito.
Cheguei nele nem sei como, nascido de uma ninhada de 3, a dona não queria se desfazer dele, mas após muitas entrevistas, foram 4, consegui levar meu troféu peludo para casa. Ele, meu Lelo.
Era a coisa mais linda e bagunceira do mundo.
Era amoroso e brincalhão na mesma proporção.
Era feliz e comilão, roubava comida, abria a geladeira como um cachorro normal pega a bolinha e devolve ao dono.
Era esperto demais. Sabia cativar sem precisar deixar de ser ele.
Era cheio de manias e mimos, porém sabia ficar na dele.
Foi muito amor que ele nos deu nos 16 anos de vida. Chamávamos de Highlander, o sobrevivente. Tinha uma ficha médica de dar inveja a qualquer hipocondríaco, porém muito saudável. Engoliu meia calça, engoliu outra meia calça, engoliu olho de boneca, engoliu mais meia calça, fomos proibidas de usar meias calça. E ele comia absorvete, bolo de aniversário da vizinha, carne da vizinha, camarão congelado, peru do Natal, alho e mais alho...
Hoje, meu mundo ficou pequeno, minúsculo, não consigo enxergar o horizonte onde não exista Caramelo. O mundo perdeu um grande cachorro. Ele fazia história. Ele sobrevivia a tudo. Ele era único.
Obrigada por tantos anos de amor.
Obrigada por me ensinar a guardar as meias.
Obrigada por me ensinar a comer olhando para os lados para não ser atacada.
Obrigada por me deixar ver TV com o secador ligado na sua barriga. (Era só assim que ele sossegava quando era bebê)
Obrigada por fuçar minha bolsa e sempre achar uma balinha escondida.
Obrigada por animar as nossas vidas.
Se existir um céu, só peço que no seu céu tenha muito tomate, muito franguinho, muita ração, muito biscoito, muitos passeios com cheirinhos diferentes. Espero que no seu céu tenha uma geladeira gigante sem trava, um forno sem complicação para abrir e um freezer cheio de guloseimas.
Se você soubesse a falta que vai fazer... Obrigada meu amigo. São Francisco cuida dele por mim.

4 comentários:

Graça Silva disse...

Eu acredito que exista um céu só para os bichinhos e ele, com certeza está lá aprontando todas.

Roberta Lavieri disse...

Reeeee... ele roubava cigarros das visitas!!!! Kkkkkk lembra? Ahhhh e calcinha da minha mala tb!!! Sinto por vcs Re! Ele era um grande fofao! Bjs

Renata disse...

aaaaaaaah
q fofo! tá no céu dos animais... certeza!

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog,gostei de o conhecer é daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog.
Minhas saudações.
António Batalha.
Peregrino E Servo