segunda-feira, 12 de março de 2007

Doce Charity

Fui ver o musical Sweet Charity pela segunda vez. Não é lá grandes coisas mas me fez ver uma coisa nesta segunda vez.
Quantas Charitys eu conheço?
Charity é uma bançarina de aluguel que acredita no amor. Só se ferra a peça inteira, é jogada no rio e assaltada pelo namorado mas diz para as amigas que caiu, é abandonada no altar, mas diz para as amigas que está tudo bem, e acredita tão cegamente no amor que se torna uma retardada em dó maior.
Tenho uma amiga de muito tempo e eu descobri que ela é a Charity. Ela acredita no amor. Mesmo.
Está saindo com um mocinho a menos um mês que tem metade de sua idade, isso significa 17 anos. E acha mesmo que vai casar e ter filhos com ele, já viu como financiar um apartamento maior.
Outro dia ele terminou com ela pelo msn e no dia seguinte após quase morrer de tanto chorar, acreditou na desculpa de que era outra pessoa com o nick dele, mesmo após terem se falado no telefone ele terminar e brigar de novo com ela…. Era linha cruzada.
Ela é capaz de abandonar tudo por um amor. Emprego, casa, família, amigos. E depois voltar e dizer que aquele amor, mais que amor de sua vida que durou 20 dias, foi o maior de todos.
Gosto de Charity. Gosto de quem acredita no amor sem medo.

4 comentários:

Ana disse...

Gostei do post... eu acredito no amor... ainda.

Pinho disse...

Acho que devemos sempre acreditar no amor, porem no caso de tua amiga, mais me parece uma fuga ou uma quase doença.
Tadinho do adolescente, ta todo animado " pegando " uma mulher mais velha sem nem imaginar que ja esta no altar rsrsrrs

Ana Téjo disse...

Eu acredito em preservação e acredito em auto-estima (embora não steja lembrando direito onde foi mesmo que deixei a minha).

Lana disse...

Acredito que o ultimo amor é sempre o mais forte ( pelo menos é o que a memória diz!).
Vc tem o dom da escrita. Parabéns!