quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Pela janela

A janela da sala dava para um prédio de quitinetes, em cada janela uma família, uma vida, uma história, algumas delas, durante as férias eu acompanhava, via a nova namorada entrando, depois nas férias seguintes, via a mulher grávida, na outra o bebê já nascido. Minha tia Helena me mantinha atualizada das vidas que víamos juntas pela janela da sala. Lembrava da idosa que sentia muito calor e andava sem roupa, mesmo no inverno. Do surfista que nunca mais havia visto o filho depois de uma briga, do senhor que ficava na janela das 8 às 10, o ex-ator que vivia com a mãe de braço dado...
O Rio me faz querer lembrar destas vidas que eu via pela janela da sala, do outro lado da rua. Em uma Copacabana calorenta. Que saudades da minha tia Helena para me contar o que eu perdi destas vidas que acompanhávamos batendo papo na janela para nos refrescar em mais um verão.
A noite de Natal passou, à meia noite não falamos "Feliz Natal", cantamos parabéns cortamos o bolo para o aniversário de Jesus. O que os outros diriam se olhassem para a nossa janela? Lembrariam que a casa antes era cheia, e todos gritavam e se abraçavam, felizes.
Mas foi um Natal feliz. De verdade feliz. Mesmo olhando de dentro da janela.

9 comentários:

Lilian Dalledone disse...

Que bom. Porque tudo muda, mas é fundamental que não nos percamos no caminho. Muita luz pra vc, e um 2009 muito, muito feliz!

Denise do Egito disse...

Rê,

Seu post me fez lembrar de um lindo documentário do Eduardo Coutinho chamado "Edifício Master". Se tiver oportunidade, assista. É de emocionar!
Bjs e Feliz Natal!

ANNA disse...

Que bom que teve um Natal feliz! Mesmo da janela para dentro, afinal a felicidade mora dentro da gente!

Beijinhos natalinos!

Bibis disse...

Rê, que este Natal (msmo diferente) sirva para reacender as esperanças e alegrias em seu coração. Que o amor de Cristo invada sua casa e deixe mtas coisas boas, energias positivas e mto amor!
Grande beijo!

Re disse...

Lilian,
Obrigada e para vc tb... Tudo de bom e obrigada por este 2008 de carinho.
beijos

Denise,
Eu vi este filme... Lindo. Este prédio em frente ao meu é parecido com o edifício Marster... cada janela uma história... Copacabana tem muito disso.
beijos e feliz festas

Anna,
Obrigada! Já voltei para SP, ia ser incrível te ver... beijos natalinos para vc tb.
beijos

Bibis,
Obrigada e para vc tb. Muitas coisas boas.
beijos
Re

Karine disse...

Seu blog é muito fofo!
Passar dos trinta pode também ser divertido,não é?

^^

Beijos!
:*

D.Ramírez disse...

Pois é ...
tudo se transforma e as vezes nem percebemos...
Texto prá congelar por alguns momentos e lembrar dos acontecimentos..
reflectivo..
Besitos

isaBela araújo silvA disse...

pela janela do carro, pela janela do quarto... remoto controle.
lindo post como sempre.
meus natais estão cada ano mais reclusos, menos festivos e não por isso tristes. ah! eu tenho uma tia que tbm faz um bolo e canta parabéns, acreditas? rsrs.

Re disse...

Karine,
Obrigada! Passar dos 30 é bom, no fundo é bom...
beijos

D. Ramirez,
Para refletir a vida através da janela... rs
beijos

Isabela,
Obrigada... Sua tia deve ser da minha fmília..rs
beijo
Re