sábado, 1 de janeiro de 2011

Na humildade

Este ano não desejei Feliz Natal para ninguém, nem Feliz Ano Novo. Não usei minha camiseta escrito "Eu acredito em Papai Noel". Não me senti no Natal, nem mudando de ano. Mas foi um ano bom. Muito bom.
Na galeria que eu tenho loja teve Papai Noel toda noite, ele descia as escadas, ao som de uma música da Disney (???), sentava em sua cadeira e ficava distribuindo doces e berrava. "Se Papai Noel não der seu presente, chora neném" Hohoho. Medo. Muito medo.
Rolaram muitos freelas gostosos de fazer com um amigo mega querido. Fiz marcas para lojas daqui de Porto. Abri uma loja que me orgulho muito, ela é linda. Foi um ano cheio de emoções. Tive perdas. Tive ganhos. Mas o saldo foi positivo. Hohoho.
Escrevi menos que gosto. Corri mais que devia. Trabalhei mais que pensava. Mas foi bom. Emagreci. Engordei. Emagreci. Fiz aula de surf. Criei gatos. Mudei de casa. Fiz amigos. Muitos. Bons. Conheci gente. Muitas. Boas. Tirei meu piercing.
E para fechar um ano meio surreal, vou usar Otto como exemplo. Aliás segundo post do blog dedicado a ele. Peraí que já chego lá.
Fomos em uma festa de Serrambi. Praia perto daqui de Porto. Muitas promessas. Festa com cascata de camarão. Não vi nenhum. Nem daqueles que só tem cheiro de camarão. Bebida a rodo. O Champagne acabou meia noite e dois. DJ maravilhoso. Tocando Celebrare. Ou cover de covers. Ou muito funk onde nem os próprios fanqueiros cantavam suas músicas e muito surreal foi ouvir "Whisky a go go" de algum cover do Roupa Nova. E mais surreal é ainda tocar o hino de Pernambuco no meio da festa, e todos cantarem "Pernambuco, imortal, imortal". Mas adoro o mundo surreal. Australian Pink Floyd, The Doors sem Jim Morrison... No banheiro tinha um quadro de um mamão, que prefiro não comentar o que ele parecia e nem entender o que um mamão estava fazendo no banheiro e não na cozinha.
Saimos da festa das falsas promessas. E fomos sentar na areia da praia perto da pousada, estava rolando uma festa de ricos e famosos. Ficamos na areia, apareceram amigos. Passou Seu Jorge procurando a chave da casa dele com uma outra celebridade que não vou falar quem era para depois não dar fofoca. Vou vender para Sônia Abraão. Ela ainda existe? Continuamos sentados. Chega Eric, aquele meu filho, 2º marido que morou conosco por 5 meses, longos meses. Demos risada. Apareceu Otto. É Otto, aquele cantor pernambucano bem doidinho que eu adoro ouvir suas músicas. E enfim, sou surreal também, oras. Eric diz: Otto, na humildade tira uma foto comigo? Na humildade ele tira a foto. Desencanamos da noite surreal na humildade, era hora de dormir.
Porto estava deserta, vazia. Mas as notícias de cidade pequena correm e soube de alguém que ficou de frente para o mar chorando, na humildade, sozinho. Otto canta para mim e não chora o mundo é surreal para quem quer muita realidade.
Que venha 2011. Meu cabelo acordou bom.
Bom ano a todos vocês, cheio de momentos reais e também sem realidade alguma, sem noção aparente, sem nexo nenhum, pois a vida merece ter certa dose de "nonsense" para nos equilibrar e nos mostrar que jamais saberemos o que é o certo da vida a não ser que Otto resolva aparecer para nos esclarecer a razão da vida, do choro. Na humildade.

"Vai teu corpo, leva de mim
Teu passado todo
Consolo
E ficar por aqui
Vai ter a quaresma na terra
E a guerra não deve existir
Só rima com escravos, não cravos
De bonitas rosas
Já que indaguei a mente e não a alma
Que bonita flor
Primeiro a imaginação
Depois eu poderia pôr
Você faz bem isso
Que te amo
Já que indaguei a mente
E não a alma
Elegi o amor" - Otto

6 comentários:

Kakaya disse...

Lindo Reveillon!
Nesse ano também abri mão de coisas espetaculares para passar com pessoas espetaculares, como minha família, meu amor e um grande amigo.
Que 2011 seja simplesmente perfeito! No mundo real ou no surreal :)

Cláudia disse...

amiga, feliz ano novo para você também, a cachorrada, a gataria, o renato, os periquitos, papagaios, lagartixas enfim, toda a sua prole!
Que a Fricotes venda muito e seja sempre um sucessão.
Prometo que em 2011 vou te visitar.

beijo

PS: dó de Otto...

Pri Sganzerla disse...

Que sua vida seja cada vez mais surreal! :-)

Sucesso, paz, felicidade e aprendizado!

Bjos!

Vivi disse...

RÊ!! Vc é linda!!!
Adorei seu reveillon!! Com o segundo 'marido' presente, Otto, fofocas, grupos covers, hino de Pernambuco (ADOREI!), perdas e ganhos, mas principalmente muita VIDA!
Que este ano seja ainda mais especial pra vcs todos! Vc, Renato, seus filhinhos, Fricotes, marcas, poder e tudo o que vc almejar!
Um super beijo e saudades RE!

Ana Paula Britto disse...

Te desejo um lindo 2011!
Beijo grande

Sentindo e pensando disse...

Que bom que você terminou seu ano com saldo positivo. Espero que 2011 esteja sendo bom pra você também!