terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Mais pra lá do que pra cá


Quando criança imaginava uma mulher de 30 como uma mulher madura, sabe? De comercial? Madura daquelas que tem uma casa arrumada, apenas um cachorro, filhos, emprego fixo, marido, cidade grande.
E cá estou com 36 mais pra lá do que pra cá, mais para "enta" que para "inta", às vezes achando que está passando tudo muito rápido e eu fazendo o quê? Vivendo como nos vinte? Arriscando muito. Mudando muito. Vivendo como a vida leva. Sem emprego fixo, arriscando ter uma loja que sei que não se sustenta no inverno de uma cidade de veraneio. Cheia de bichos. Rodeada de amor, porém sem tudo aquilo que me diziam que era o certo a se fazer. Quem disse que quero ser mãe? Quem disse que tenho que ser? Quem disse que a vida tem que ter o rumo certo e não o incerto? É incerto estar chegando lá na marca dos "enta" sem nenhuma segurança padrão? Ou é errado em plena terça feira "gastar" minha manhã na praia? Meu bronzeado está lindo. Minha havaiana nova é da Puca. É errado isso?
Mas estava lá, na praia, feliz, sozinha, ouvindo radio pelo celular, músicas de sempre, única rádio, toca Belo, juro. Mas ouvi algo que me fez sentir os anos se aproximando com mais leveza. O que ouvi? Uma música do Titãs. Epitáfio. Aquela que diz: devia ter arriscado mais, ter vivido mais, ter visto o sol nascer, devia ter complicado menos.... etc.
E querem saber? Depois da praia fui para a piscina, é, juro, nadei, boiei, dei risada sozinha, cheguei em casa e coloquei Mart'nália no último e dancei. É sambei comigo mesmo, sambei meus passos sem ritmo, sem harmonia, dignos de quem nunca soube sambar, mas queria saber. Queria saber sambar o ritmo mais bem ritmado do mundo, pois se a vida está sem ritmo certo parecendo um jazz, porque não misturá-la com um sambinha? Sei lá. Só sei que faço sim 36. Coloquei um shortinho branco. Que ousadia. Sai na rua com ele. Fui com meus cachorros na praia, eles nadaram, eu ri, muito, quase chorei, eu estava feliz, pois a vida não tem rumo, nem quero que ela tenha. Se estou errada não sei, mas gosto de saber que daqui há 4 anos estarei em algum lugar incerto comemorando meus 40. Mas não me venham dizer que meu ritmo está errado. Não quero saber. Qual seria o ritmo certo. Se é um sambinha de raiz ou se é um jazz desengonçado. Quero só continuar respirando sem estar aprisionada entre 4 paredes e saber que cada dia eu faço das minhas 24 horas o que eu quiser portanto que esteja feliz. Em breve o blog: passeimesmodostrinta... rs

13 comentários:

Pri Sganzerla disse...

Se viver dessa forma que vc escolheu está errado, te juro que eu não sei o que é viver "certo".

Viver "certo" existe? Existe um único "certo" pra todo mundo?

O importante é estar rodeada de amor e ser feliz!

Bom final de ano pra vc! :-)

E viva os quase "enta"! (embora eu ache que 4 anos ainda é tempo demais pra já se sentir perto dos "enta" rsrsrsrs)

Bjos!

Paula Nigro disse...

Filhota,
tenho uma frase que saiu assim, num papo com a Ana Paula uma vez no msn:
Não quero amadurecer, senão caio do pé!
Não coloquei aspas porque sou a autora dela... hehehe!
E foi essa frase que veio à minha mente quando li ou teu post!
Vivaaaaaa!!!!
Te mandei recado lá no Fêice!
Continue aproveitando a vida com esse mesmo astral e rindo. Rindo muito!
Beijo!

Kakaya disse...

Sua vida esta vivida e não apenas existindo!
Parabéns!

Bibis disse...

É tão bom quando a gente tá cheia de duvidas e lê um posto como esse. Parabéns pela maneira como leva sua vida, parabéns pela coragem de arriscar e assumir. Parabéns por viver como poucos sabem fazê-lo. =) Bom Natal e um 2011 de mta vida pra vc!

marcella disse...

nao há ritmo certo ou errado... nao ha regras. há o que nos faz feliz. e sabe, vc tem coragem. muita gente queria viver assim, poderia viver assim, mas nao vive, por nao ter coragem. nos condicionamos e achamos que a vida tem que ser de um jeito. mas ela pode ser de varios, de fases. e pronto acabou :)
bjs

Vivis disse...

Que delicia de POST, RÊ!!!
E que alegria poder fazer aniversário com tanta consciência assim!!
É, consciência de que vc está VIVENDO como quer viver! E vivendo seu presente, sua vida, tirando o maior proveito dela!
Uhuuu!!!
É isso, RÊ!
Parabéns por dar tanto valor à vida, por ser feliz, por ter construído uma vida leve e ter coragem de questionar as 'regras' e sambar seu jazz na praia!
E q vc tenha cada vez mais felicidade e saúde!!
Saudades de vc e lindo seu post!
Beijao RE

MH disse...

Antes tarde do que nunca, Parabéns, Re!!! Muitas felicidades e que a vida continue sendo boa, cada vez melhor, independente de regras, do seu jeito, seja como for!

Beijos

Cláudia disse...

e quem foi que disse que você não é mãe??????
felicidades, amiga!
beijos

Roberta disse...

Re,

Como sempre vc é uam inspiração, desej que em 2011 eu me permita ser mais livre, assim como vc!

Muitos beijos de uma amiga virtual que te admira.. demais!

Denise do Egito disse...

Oi, Rê

Obrigada por compartilhar conosco essa sinceridade da sua vida, das suas expectativas, dos seus sonhos. Eu acho fantástico quando alguém arrisca, se muda, troca de emprego, se separa, daá a volta ao mundo. O certo é ser feliz.

Que 2011 lhe traga muitas alegrias e realizações sejam elas materiais ou pessoais!

Um beijo

UrbAnna disse...

Re,
O mais importante não é o ritmo!
Creia-me.
O importante é que vc continua dançando e realmente vivendo.
Poucas pessoas vivem, de verdade, algumas esperam a vida passar, vc não, vc vive, como quer, como gosta, ao som de Mart'nália ou ao som de Ella Fitzgerald, ou dos dois ao mesmo tempo.
Beijo querida, e que 2011 seja um ano de felicidades intensas!!!
Saúde, paz, amor e sucesso pra vc!

Suely Cavalcante disse...

Assim que se faz! Assim que se fala! Apoio e não só apoio como dou o maior valor aos pensamentos sagitarianos de vida! um beijo enorme e se joga! sempre!

Suely Cavalcante disse...

Clap, clap, clap! É assim que se faz, assim que se diz! Parabéns Rê, me identifico muito com tudo isso, mesmo não tendo chegado aos 30! Mas saiba de uma coisa, me ajuda muito! Continue sempre sendo assim, bem sagitariana e feliz! Beijo enorme!