quinta-feira, 19 de outubro de 2006

Animação do meu pai

Minha mãe fala:
- Benedito, liga para a sua irmã, ela anda triste, está com depressão, liga para animá-la, mas não fala em doença, por favor.
Meu pai obedece prontamente e liga para a irmã dele:
- Oi, Zélia? Aqui é o Bené, tudo bom?
- Indo meu irmão, indo…
- Indo porque? Queria ver se você fosse eu. Sabe? Virei diabético, o médico disse que talvez eu perca a perna, não como nada, uma tristeza. Meu pulmão? AH!!! Não tem mais jeito, não posso mais ficar sem oxigênio, fiquei uma semana no hospital, sai de lá por sorte, pura sorte e minha pressão lá em cima, posso ter um enfarte a qualquer momento. Fiz exame deu um problema nos rins, deve ser câncer, sabe como é, herança de família, mas vou levando… Zélia? Zélia? Bem preciso desligar, pois está tocando a outra linha. Beijos.
Desligou o telefone e a minha mãe chorando de rir… Puxa? Não sabia que você era tão bom nisso.
Fiquei imaginando do outro lado da linha a minha tia ouvindo meu pai tentado animá-la, com certeza ele jamais sera chamado para esta função. Jamais.

3 comentários:

Pinho disse...

Re imagina teu pai trabalhando no CVV o numero de suicidios iria triplicar facil rsrrs
bjs

ric disse...

hahahaha pelo menos no quesito Franqueza é MIL !!!

• kel • disse...

esse é seu o seu pai rê...hahahahahaha