quinta-feira, 18 de setembro de 2008

4 meses

Nestes 120 dias, não teve 1 dia em que não chorei, tive vontade de te ligar, te ver, te ouvir.
Não teve 1 sorriso que não lembrei de você, nem 1 lágrima que não te pertenceu. Não teve 1 minuto em que eu não quis berrar, gritar, me rebelar e dizer que é injusta a minha dor.
Tenho medo de me esquecer da sua risada, das suas histórias, do seu cheiro, seu jeito. Do seu cantarolar, sua "operação piu-piu", o sabor da sua truta.
Tenho medo também de nunca mais ser inteira. Falta uma parte minha. Estou há 4 meses juntando os cacos, colando as peças que não fazem mais sentido. Às vezes acho que tudo se perdeu.
É Big Fish, a vida real é muito chata sem você.
Sua filha

21 comentários:

Isa disse...

Sem palavras...
bjus

Dedinhos Nervosos disse...

Ai... Rê... queria taí pra te dar um abração agora.
Bjos, querida.

ANNA disse...

Ow, Re...
Vc sempre me comove.
Sinta-se simplesmente abraçada, pq nada do que eu possa dizer fará sentido depois das tuas palavras.
Beijo carinhoso,
(urb)Anna

Dani disse...

Rê,

Há varias formas de sentir saudade,
Com o amor,
Com a morte,
Com a distância...
Todas são saudades muito doidas.

Quando a saudade bater em seu coração,lembre-se que é um bom sinal de amor. Esse amor saudoso faz a gente renascer para um mundo de sonhos e fantasia.

A verdade é uma só...a saudade pode ser definida mais jamais entendida.

Bju

Ariane disse...

até chorei!
saudades!

isaBela araújo silvA disse...

um beijo muito carinhoso de uma pessoa que nem te conhece, mas deseja do fundo do coração que a sua dor vá se transformando, da mesma forma que vc transforma minhas tardes aqui te lendo. fica com deus, espera, confia e transforma!

Re disse...

Isa,
Obrigada...
beijo

Dedinhos,
Obrigada pelo carinho!
beijo

urbANNA,
Obrigada.
beijo

Dani,
Amei sua frase. A saudade pode ser definida, mas jamais entendida... É assim mesmo, né?
Obrigada.
beijo

Ari,
Saudades de vc!
beijo

Isabela,
Obrigada mesmo, ainda mais por saber que isso ira se transformar, sim!
beijos
Re

Cláudia disse...

Acho que a saudade não passa, Re, a gente se acostuma a sentir, talvez.
E sua mãe, tá se recuperando bem da operação?
beijo

Re disse...

Clau,
Tá sim, obrigada. Está ótima! Com o andador para cima e para baixo...
beijo

ANNA disse...

Sempre vai faltar esse pedaço... A saudade nunca vai partir, mas a vida se encarrega de transformar essa dor...

Um beijo e um abraço apertado!

Mila Neri disse...

aih que dor!
e eu a entendo pois estou passando pro um processo semelhante...
força querida! beijos

Karlinha disse...

A gente vive mesmo perdendo uns pedaços pelos cantos!
Força!

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Nossa, muito contundente o texto!Parabéns mesmo!
Beijocas

Denise do Egito disse...

Que susto! Pareceu ter acontecido algo com sua mãe. Mas já li aqui nos comentários que ela está bem. Legal!
Uma excelente semana para você!

Ana disse...

Re
não tenho o que te dizer, pois sei que nada adianta...
Só saiba que estou aqui.
beijo e paz.

:: Cristina Cascardo :: disse...

ôi Rê.
O encanto da vida é termos esses laços. Ela vai estar sempre do teu lado.Um grande abraço

Insana disse...

Lindo texto...
sinta-se beijada, abraçada, afagada...

Re disse...

Amigas....
Obrigada pelo carinho...
Estou bem, mas as vezes dói tanto.
Meu pai faz falta...
beijos
Re.

PS. Minha mãe está ótima com seu andador para cima e para baixo....

J@cque disse...

Nao da pra dizer nada.
Dói né?
E vai doer sempre.

Li,sentei...pensei e chorei.
Por você e por mim.

Fique bem
Bjooo

Déa disse...

Oi.
Também perdi o meu há 4 meses. A sensação é igual. Mal consegui ler o seu texto.
Beijos

Mulher Solteira disse...

Rê, já faz quatro meses?

Que coisa. Um carinho pra você...