segunda-feira, 23 de março de 2009

A bam bam bam

Sabe o que eu mais sinto falta hoje no meu mundo? É ser a bam bam bam. Meu pai falaria assim… Eu era a bam bam bam para ele.
A melhor designer do mundo, a mais cuca fresca, a mais solidária aos cães de rua, a mais esperta em macintosh… E por aí iam meus múltiplos talentos que ele via.
Certa vez de uma maneira estranha ele fez parecer que um momento horrível da minha vida, fosse na verdade algo muito legal, fazia de tudo para eu não me sentir nunca menos que a melhor do mundo em algo.
E foi assim que eu vivi até o ano passado. Acreditando que eu era a bam bam bam. Eu e a minha irmã, afinal o que eu não era, ela era: a mais inteligente, a mais bonita, a com os melhores empregos…
Aqui no blog quando ele lia sobre qualquer coisa, contava para todo mundo e dizia que eu era a melhor escritora do mundo todo.
Já fui tantas vezes a melhor em algo, que é difícil encarar o mundo real sem o filtro que meu pai me mostrava, filtro que só ele via através do seu olhar único.
Dia 21 ele faria aniversário, lembrei que 1 ano antes estávamos eufóricas com a festa surpresa pelos 70 anos dele, lembrei que ele ficou todo tristinho quando em pleno aniversário almoçamos no shopping, na praça de alimentação, e sem bolo, sem festa. Eram 70 anos, ele devia ter pensado… Mas no dia seguinte reunimos todos os amigos dele, a família, uma festona. Ele chorou, mas fingiu que não, afinal: “homem que é homem não come mel, come abelha”.
Sábado agora, no dia em que faria seus 71 anos, comemos bolo de fubá, fomos na igreja. Seria estranho cantar parabéns para ele. Apenas conversamos.
E de outra maneira estranha voltei a me sentir a bam bam bam por ter tido um pai como ele. Que sei que onde estiver, ainda deve me achar a melhor do mundo em algo…

17 comentários:

Paula Nigro disse...

Você é ainda a bam bam bam da redação e o teu pai, com certeza está sendo o bam bam bam onde quer que esteja, contando as suas maravilhosas histórias de "Big Fish". Uma salva de palmas pelos seus 71 anos de vida (ainda que este último um ano vivido em outra existência...)
Força aí, querida!
Belo texto!
Beijos

Re disse...

Paulete,
Obrigada pelo carinho de sempre.
beijos
Re

Ana Clara disse...

hmmm... eu tb sinto falta de ser a bam bam bam do meu pai e da minha mãe, que certamente, estão no mesmo lugar que seu pai.

Eles fazem falta... e como.

É por essas e outras que tenho o Bóris e vc, a PTK e cia... é uma delícia ser a bam bam bam de um ser, mesmo que nossos cães

Re disse...

Ana,
Verdade, né?
Ainda bem que pelo menos alguns de 4 patas vão sempre nos achar bam bam bans...
Obrigada e beijos no Bóris
Re

Cláudia disse...

Re
pais assim fazem da gente pessoas únicas. Porque esa sensação de ter sido tão amada e admirada não vai embora: é a herança que ele te deixou para sempre.
beijo

Flávia D. disse...

De onde seu estiver, ele com certeza te acha a bam bam bam em tudo aquilo que achava antes e em muito mais.
bjos e boa semana!

Re disse...

Clau,
Acho que vc resumiu bem...
beijo

Flavia,
Espero que ache sim, pois isso me dá força para tentar fazer melhor...
beijos e boa semana
Re

Bel disse...

Lindo o seu post. Não tenha dúvidas que vc é a bam bam bam. Pais não inventam, sentem. Para vc ter idéia eu morro de vontade de ser a bam bam bam nem que fossepor um dia do meu pai. E olha que ele ainda está aqui entre nós. Sinta-se honrada por ter tido uma relação tão linda com seu pai. Bjos e boa semana.

ANNA disse...

Tem dias que tudo o que a gente precisa é dessa sensação de que nós somos bam bam bam para alguém!
Guarde sempre essas "babadas" ele na manga para quando precisar!

E a gente também vai estar sempre aqui para te bam bamimar!

Beijos

vivi disse...

Rê!
Vc é a bam bam bam na escrita. Caso contrário, não teria tantos fãs que, como eu, acessam diariamente seu blog pra ler suas travessuras que são contadas de uma forma tão, mas tãoaoaoao gostosa!!!!!!!!!!!
Eu tb sinto isso em relação a meu pai. Ele me acha tb a bam bam bam... mal sabe ele que os filtros dele devem ser limpos...
E seu Pai, onde quer que ele esteja, te acha a bam bam bam sim e fica feliz por vc estar bem...E o amor é eterno, ah, se é...
Beijão!

Adri disse...

Entendo perfeitamente o que vc está falando. Também sinto falta de ouvir do meu pai italianão "buona notte, buono riposo, dorme benne e doppo basta" todos os dias antes de dormir. Mas prefiro pensar que ele se foi mas deixou isso dentro de mim. E do mesmo jeito seu pai deixou para vc que vc é sim a bam bam bam dele e de todos que te querem bem. Fica bem. bjs

Dedinhos Nervosos disse...

Oi Re. Fico muito feliz por vc ter tido um homem maravilhoso como ele na sua vida. Com certeza ele contribui pra vc ser assim, do jeitinho que é, a bam bam bam dos corações das suas leitoras. Sou sua fã, e adoraria ter conhecido e ouvido as histórias do Big Fish.
Beijos gigantes.

Re disse...

Bel,
Nossa, obrigada. Foi fofo demais seu comentário. Vc pode ser a bam bam bam dele ainda... se vc quiser, tenho certeza.
beijo

Anna,
Adoro ser bam bamimada....rs
Obrigada
beijo

Vivi,
Que linda!!! Obrigada por achar que eu sou a bam bam bam da escrita...rs
beijos e saudades de tu

Adri,
Vc me entende... A saudade que dá é tão grande e de coisas tão pequenas do dia a dia, que eu daria tudo para o tempo voltar rapidinho... Obrigada
beijo

Dedinhos,
Obrigada pelos beijos gigantes... Tenho certeza que ele adoraria te contar suas histórias.
Obrigada sempre
Re

Gabriel disse...

Oi Rê,
Teu pai era o bam bam bam!!!!
Quantos pais colocam os filhos para baixo e não dão a educação tão necessária nas suas formações.
Meu pai partiu na sexta e também deixou um grande legado de honestidade, simplicidade e amor ao próximo,e , além de um grande exemplo para os filhos.
Quem sabe não abraçou seu pai no dia 21??
bj

ANNA disse...

Re,
Vc será sempre a bam bam bam por ter tido um pai tão maravilhoso e que, pode apostar, continua babando por vc esteja onde estiver!
Beijos pra vc bam bam bam.
urbAnna

Re disse...

É Gabriel,
Nossas vidas teimam em nos encher de surpresas...
Como vc está?
Beijos muito muito muito apertados

urbANNA,
Obrigada, faça do gui o bam bam bam, promete? rsrsrs
beijo
Re

Flavia Coradini disse...

Bam bam bam e fofa.