segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A agitada vida de um vizinho do Zézinho

Faz meses que só vem um nome em minha cabeça "Zézinho", este nome invade meus sonhos, meus pesadelos, invade a minha casa, meus ouvidos, minha paz, minha vida.
Acordo ouvindo seu nome, durmo ouvindo seu nome, queria muito conhecer quem é Zézinho. Este nome sempre veio seguido de um "cadê você?" ou um "já pra casa". Ah! Esta minha nova vizinha deve ter um filho muito levado, mas não entendia quando ela berrava "deixa o gato! Não pega ele, não" ou ainda "solta, solta, não morde isso, cospe, cospe" Coitada este filho dela devia ser treloso demais, pensei.
Mas outro dia recebi a visita de um dos cachorros da vizinha, ele pulou meu muro, foi até a minha cozinha brincar comigo e depois ficou na piscina brincando com meus cachorros, bati lá e falei "vizinha, um dos seus cachorros está aqui" ela saiu assustada e disse "só pode ser o Zézinho" percebi que meus delírios agora tinham um rosto, um rabo e pelos, muitos pelos.
Então Zézinho é um cachorro? E faz toda esta algazarra nesta família? 5 da manhã já vejo minha pobre vizinha me acordando e saindo de casa de pijama procurando o tal peludinho dela, em seguida seu marido de moto.
Agora quando estou na rua já procuro e sei que vou encontra-lo desde que ele resolveu morar na rua toda noite. Assim que a minha vizinha vai dormir, lá sai ele pulando o muro, rasgando a cerca e subindo na caixa d'água para se libertar.
Semana passada, eu estava na praia e vejo meu amigo de 4 patas, chamei em alto e bom tom "Zézinho!!!" E lá veio ele feliz falar comigo, peguei meu carro ele entrou e cheguei em casa com ele ao meu lado: "Vizinha! Olha quem eu encontrei na praia." Ela saiu de casa com cara de acabada, mas feliz e falando: "Graças a Deus, Graças a Deus, não sabia mais aonde procurá-lo"
Bem, são 9 da noite, acho que vou dormir mais cedo hoje pois amanhã sei que às 5 da manhã a minha pobre vizinha descabelada e de pijama irá me acordar, sair pela rua berrando "Zézinho, Zézinho já pra casa".

PS. Para saber mais sobre Zézinho, leiam o que o Daniel escreveu carinhosamente sobre ele. Divirtam-se: http://danielrbo.blogspot.com

8 comentários:

Ana disse...

Eita que esse Zezinho é muito levado!!!! :)
Adorei o texto!

Cláudia disse...

Zezinho tocando horror em Porto das Priminhas!
Daqui a pouco ele sai na Folha do Porto, como a celebridade local.
Pode até se candidatar a vereador.
beijo

Roberta disse...

Gente e o medo da amiga vizinha desse Zexinho não voltar... que intrepido!

Este sim gosta da liberdade!

beijos Re!

disse...

Eles devem ter sido irmãos em outra encarnação Renata! Conheço tãoooo bem isso, só que a sinfonia lá em casa é "Sansão", rsrsrs

E dá-lhe Zezinho hein! ô rapazinho arteiro, rsrs

Beijão

MH disse...

Gente, o Zezinho é de enlouquecer... hahaha
coitado do viziho. E de você, correndo atrás do Zezinho o tempo todo! ele é uma alma livre, aventureira... haja coração pra aguentar tantas estrepolias!

beijo

Daniel Hiver disse...

rsrsrsr
Não te apavora... E eu que passei dos quarenta?
rsrsrsrsrs
O Zézimo aqui do meu prédio é o marido da mulher gritona do apartamento de cima. O cara é conhecido na condomínio como Gabriel. Mas quando ela grita "Joãooo Gabrieeeeeeeeel" eu já sei que ele fez alguma coisa errada sob o ponto de vista dela.
rsrrrsrsr

Periférica disse...

Que graça!rsrss

Renatinha disse...

Ana,
Ele é "virado" como dizem por aqui...rs
beijos

Clau,
Se ele virasse vereador, pelo menos ele ganharia um dinheirinho para compensar meu stresse...rs
beijos

Roberta,
Ele ama liberdade! É até bonito de se ver...rs
beijos

Dê,
Até nisso ele é igual ao seu irmão gêmeo? rs
beijos

MH,
Meu coração eu sei que está em dia, senão tivesse eu já teria enfartado fácil, fácil...
beijos

Daniel,
Bem vindo quarentão...rs
Nossa o marido da sua vizinha é um Zézinho? rsrsrsr Adorei a história.
beijos

Periférica,
Obrigada
beijos
Re