segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Bate-papo de finados

Será que precisa de um dia no ano para que as pessoas se lembrem dos que se foram? Falam: "Opa, hoje, vou lembrar da minha avó". Este feriado teria mais sentido se no dia 2 de novembro, pudéssemos dar uma ligação para os nossos mortos, só uma, por 5 minutos, eu ligaria para meu pai:
- Oi Paizão. Que saudades.
- Oi Amoreco.
- Como você está?
- Bem e você?
- Bem também, o que você conta daí?
- Ah! Tenho feito tantas coisas, outro dia fui nadar com um cavalo.
- É? O cavalo era bravo?
- Era muito bravo, mas domei ele rapidinho, agora quando me vê, vem atrás de mim para fazer festa. Parece um cachorrinho.
- Jura? O que mais?
- Ah! O de sempre, me pedem conselhos sobre tudo e como eu sei de tudo sou muito requisitado, encontrei muitos amigos aqui e fiz alguns novos.
- Imagino - sorrio um pouco - e já foi pescar?
- Fui, na praia outro dia te ver, aproveitei para pescar.
- É?
- É, você não me viu, mas você me sentiu, né?
- Senti sim pai, na hora começou a tocar a música "Mais que nada" no meu mp3, não foi?
- Foi sim, minha filha, era eu.
- Pescou algo grande?
- Não, você sabe que só pesco peixinhos, você sim era uma pescadora melhor, pescava os grandes, desde pequenininha.
- Nunca mais pesquei.
- É, eu sei. Preciso desligar. Amanhã nos vemos de novo no mar?
- Com certeza. Amanhã cedo estou lá, olhando para você, pai.
- Te amo amoreco.
- Te amo, até ano que vem ou até amanhã.

Isso sim seria um feriado que faria sentido...

16 comentários:

Cláudia disse...

Puxa, ia ser um feriadão master se fosse possível, não?
beijo

Roberta disse...

Ai Re chorei.. pensando no dialogo de cinco minutos que eu teria com a minha avó...

Acho que vou mentalizar, pois com certeza ela vai ouvir também...quanta sensibilidade a sua!

Vivi disse...

LINDO, Rê...
LINDO!!
Bjs saudosos,
VIVI

MH disse...

Pois é...
mas só de imaginar essa conversa é como se acontecesse, um pouquinho...

Denise do Egito disse...

Nossa, fiquei com os olhos marejados. Será possível esse diálogo? Não sei...
Um beijo pra você

Ana disse...

Nossa Re, tb fiquei emocionada... vc esta coberta de razao. Adoraria ter estes 5 minutos, mesmo que tivesse que dividi-los entre minha mae e o Cezar... so pra dizer um "oi, vc esta bem? te amo pra sempre".
Seria bom demais...

Renatinha disse...

Clau,
Ia ser master mesmo... Ia esperar ansiosa por ele, né?
beijo

Roberta,
Imagina falar com sua avó? Fala, garanto que ela ouve...
beijo

Vivi,
Obrigada...
E saudades monstra.... parece que éramos amigas de sempre, né? Vc sente isso? Sinto falta daquele 1 dia de amizade...rs
beijo

MH,
Acontece um pouquinho, tenho certeza... Queria uma conversa singela, sabe? Nada de perguntar o significado da vida, nem nada assim, só um bate-papo trivial já me deixava feliz..rs
beijos

Denise,
Se é viável eu não sei, mas ia me fazer bem, sabe?
beijos

Ana,
Seria incrível, né? Podemos a partir de agora tirar o dia 2 de novembro para criar o nosso diálogo perfeito, que tal?
beijos
Re

Paulinha Costa disse...

Fiquei emocionada...
Você e estes textos cheios de emoção, sensibilidade, pega a gente pelo calcanhar.
Eu acredito que esta conversa exista, toda vez que a gente pensa com esse amor em alguém que já partiu, ela sente lá onde estiver. Bjsss querida

vivi disse...

Ah, Rê...tb sinto mtas saudades!!
Um dia de amizade, né?!
Pra gente ver que aquele ditadinho da intensidade é muito real!
Rê, mtas saudadonas! A hora q entro no msn vc não está...mas uma hora dá! ah, dá!
Beijo querida.
Se aqui tá um calor dos infs, imagino como esteja aí! Uma deliiiiciiiiaa!

Dedinhos Nervosos disse...

Ai... tô toda chorosa aqui... vc, como sempre, muito sensível e espirituosa quando fala sobre o seu pai. Lindo... e tenho certeza de que ele deve estar sempre por perto mesmo :o)
Beijos, com carinho.

Isa disse...

Lindo...

ANNA disse...

Re,
tenho certeza que esse diálogo pode acontecer, sem o som das palavras, apenas com o coração.
Vc sempre me emociona quando fala do seu pai.
Beijão
urbAnna

Renatinha disse...

Paulinha,
obrigada... sabe? eu tb acredito...
beijo

vivi,
aqui eu já saio do banho sonhando com o próximo....rs saudades

dedinhos,
eu tb acreito... muito... beijos e nem preciso agradecer sua amizade, né?
beijo

isa,
obrigada....
beijo

urbANNA,
tb acho que este diálogo, simples e bobo possa acontecer sempre que sentirmos vontade...
beijos e saudades dos seus textos e saber de vc
Re

D.Ramírez disse...

Acho q para vender mais flores e a judar o pessoal lá a limapr jazigos.rs Realmente se pensa sempre nos entes queridos q mudaram de casa. Mas como tudo q escreve me faz rir, tai, tentarei uma ligação para ver como andam;)
Não esqueci daquilo..logo começo;)
Besos

Renata Marques disse...

droga...chorei.
e fiquei morrendo de vontade de ter direito a umas 3 ligações dessas...

disse...

gostei da idéia.
me conta uma coisa. O seu marido já era de Porto de Galinhas?
O ano que vem me mudo de SP para Curitiba e confesso estar morrendo de medo. Ainda mais eu que sou apegada a família.
Beijos