terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Navegando por aí

Fui fazer um cruzeiro com meu maridinho pelo Nordeste, foram dias incríveis. Confesso que tinha preconceito quanto à cruzeiros, achei que só encontraria velhinhas e show de passistas de escola de samba, mas sabia que me surpreendi? Achei muito divertido tudo, os shows com cantores que ficaram em último lugar no Ídolos, os desafinos da pianista que acha que canta, as comidas ruins, o campeonato de buraco, o barraco da Heleninha Roitman* no corredor, os filipinos que serviam as mesas e não falavam inglês, nem espanhol, nem língua nenhuma provavelmente, as peruas e seus laquês no cabelo no alto dos seus saltos 15 para andar num navio que sacoleja mais que tudo e muitas outras coisas que eu vi e percebi que de tudo nesta vida temos que experimentar.
O destino principal era Fernando de Noronha, passamos antes por Natal, passeios de bugue pelas dunas, lugar mágico e o nordestino** é um povo hilário, cheio de histórias para contar. Conheci uma senhora que vendia bolinho de macaxeira, se chamava Maria Segunda.
- Nossa, que nome de rainha, sua mãe era Maria Primeira?
- Não, meu nome é Maria Segunda pois nasci numa segunda feira.
E tudo bem, a vida continua, é claro para ela que isso parecia óbvio e para mim algo a ser digerido, decodificado e engolido. Como assim? Se ela nascesse no sábado seria Maria Sábado?
De lá fomos para Fortaleza, outro lugar encantado, praias lindas, sol perfeito, de lá pegamos um dia inteiro de alto mar rumo Fernando de Noronha, mareada, enjoada, entediada, chegamos ao paraíso e não desembarcamos pois segundo nos avisaram não tinha condição climática e bla, bla, bla, depois descobrimos que o pier estava quebrado fazia 2 dias, enfim, pula esta parte.
Chegamos depois de mais um dia inteiro em alto mar na Paraíba, onde eu quase esqueci que não estava em Fernando de Noronha e vi uma das praias mais lindas que se chama Tambaba, praia de nudismo, mas acabou que nem tirei a roupa.
Enfim, voltamos para casa cheia de histórias divertidas, amores renovados, grau de champagne em dia e saudades dos peludinhos que ficaram em casa.

*Heleninha Roitman, era uma doida do navio que bebia todo dia até dar escândalo, e por sorte a cabine dela era ao lado da minha, pois o show mais divertido da viagem era ver em quanto tempo Heleninha iria arregar. Na primeira noite do escândalo ela começou a berrar "desgraça, help" eu acordei, coloquei meu colete salva vidas e tive certeza que o navio estava afundando, mas na verdade quem tinha afundado na bebida era ela, minha querida amiga Heleninha que promovia a "festa do pijama" mais animada.
** Como tem gente que lê meu blog e acha que eu falo mal do Nordeste, resolvi dizer que amo o Nordeste senão não morava aqui. Amo o povo, as pessoas, a história. Continuo sentindo falta das coisas que só quem mora em São Paulo entende do que eu estou falando.

14 comentários:

MH disse...

Eu morei e trabalhei em navios por mais de dois anos. Portanto, tenho preconceito com cruzeiro... rs
Brincadeiras à parte, acho que ia me divertir de volta num navio, bem acompanhada e DE FÉRIAS!

beijos

Ana, A menina que roubava idéias disse...

Estou embarcando em um navio dia 09.

Dicazinhas, please.


Vai todo mundo, pai, mae, filhos, sogro e sogra. O bom é que os filhos vao ficar cada um com um avô e poderei curtir sozinha com o maridão...ou não???

Helenina Roitman é do fundo do baú kkk amei. beijos, feliz 2010

Dani disse...

Oi Re!!!

Ainda bem que o cruzeiro passou rapidinho...confesso é uma tristeza ficar sem seus posts..

Espero que este ano de 2010 seja muitíssimo especial, e que vc continue adorando as coisas e as pessoas de SP...pq adoramos vc...

Bjus!!

Cláudia disse...

Achei um glamour essa historia de cruzeirinho com o marido.
A pergunta que nao quer calar: se pendurou na proa e ficou la dando uma de Rose Dawson????
beijos

Daniele`s disse...

Estava com saudade dos seus posts!

Boas histórias!!!! rs

Apareça!

Beijos

Roberta disse...

Re você é ótima como roteirista de viagem.. mas pra que uma Heleninha na cabine ao lado!!!

[adams] disse...

Re, a Heleninha Roitman merece um post exclusivo, néam!!!!!

Mulher Solteira disse...

Rê, querida, passei para retribuir os seus votos de feliz ano novo e já me esbaldei... Nada como inaugurar 2010 chorando de rir ou rindo de chorar com os seus posts sempre sensíveis e/ou espirituosos!
Beijos da amiga, por acaso mulher e por mero azar do destino solteira... :)
Cris.

Dedinhos Nervosos disse...

Menina, eu nunca tive a menor vontade de fazer um cruzeiro. Mas sendo no nordeste, bem acompanhada e depois de ler suas aventuras... hahahah
Mas só vou se a Heleninha for minha vizinha de cabine!

Isa disse...

Fora os filipinos que não falam uma língua que se entenda...não tenho do que reclamar, mas cada um com sua experiência, né?
Fernando de Noronha...ai, sonho de consumo!
bjs

IsABela araÚjo siLVA disse...

adorei esse post! continuo gostando de todos e curti demais todas essas mudanças... eu parei de comentar e de postar no meu blog nem sei pq, mas continuo te visitando.
beijoca e feliz 2010.

Denise do Egito disse...


Suas histórias como sempre deliciosas de se ler. E o seu depoimento foi mais um para minha decisão definitiva para eu não fazer um cruzeiro. Sim, porque eu não tenho seu senso de humor. hahahaha
Um beijo pra você

vivi disse...

Rê, feliz ano novo!
OBA!
Ah, cruzeiro é bom, né!?
nunca fiz...pretendo fazer um...quem sabe até porto de galinhas?
Beijocas e saudades

IsABela araÚjo siLVA disse...

hahahahaha!
adorei rê.
fazia tempo que não passava por aqui, tinha esquecido o qto era bom!
manda esse hóspede mala passear! beijoca!