sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Menino do Rio

Meu pai adorava uma praia, ficava lá por horas, tomando sol, passando Banana Boat e comendo, ah! Como comia, comia de tudo, amendoim, pastel, empada, esfiha, picole, biscoito Globo...
Sentava em sua cadeirinha de praia e lá ficava. Vendo as mocinhas passar, vendo o movimento, conversando com todas as pessoas.
Certo dia o mar de Copacabana estava muito bravo, eu e a Kiki que não somos bobas, estávamos só na beira dele, molhando o pé e vendo os mocinhos passarem, quando meu pai chega:
- Meninas, entrem na água.
- Está muito bravo pai, eu não vou entrar.
- Eu também não, tio, olha como as ondas estão - disse Kiki.
- Que bobas, está ótimo o mar hoje - falou e saiu para se molhar.
Ele com seu jeitinho de menino do Rio entrou no mar e dois segundos depois levou o maior caldo, rolando nas ondas e pelas areias de Copacabana.
Eu e Kiki que vimos o espetáculo de camarote e nem conseguimos ajudá-lo de tanto que ríamos.
Hoje vi um homem no mar, na parte brava do mar de Porto, ele lembrava muito meu pai, gordinho e grisalho, entrou de lado como meu pai entrava para ter mais apoio. Ele não levou um caldo, mas a cena me pareceu tão familiar. Com excessão que eu estava sozinha na praia, sem aquela risada gostosa, sem aquele dia de verão em família, sem sentir aquele amor que estava sempre por perto, sem sentir que tudo ia ficar bem. Mas vai.

6 comentários:

vivi disse...

Ai, Rê...
que lindo seu post...!
Saudades às vezes doem, né...
beijao

Cláudia disse...

Pai e mãe são tudo de bom na vida da gente né?
beijo

D.Ramírez disse...

Tbm estou sumido.
Saudades,
Besos

Nade disse...

Que linda lembrança, Rê...
As viagens do tempo que algumas situações, coincidências, semelhanças nos permitem fazer... É tão bom, né... Por mais que escorra algumas lágrimas pelo rosto, só o fato de saber que temos lembranças tão deliciosas que nem o tempo nos tira, é saber que o quanto amamos e quanto fomos e somos amadas...
Você me fez rir e chorar ao ler seu post, de verdade. Os nossos pais são tudo!
Como tava com saudades daqui... Estou voltando, depois de uma boa temporada fora da blogosfera.
Um excelente domingo pra você, viu!
Bjs

Nade (Conheça meu novo blog, o Diário de Bordo)

Kakaya disse...

Que bom que são sempre lembranças boas...com certeza ele estava pertinho de você nesse momento!

Roberta disse...

Você vê poesia em tudo e retrata com o mesmo romantismo.. beijo re.