quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Um pouquinho de nostalgia

Desempacotando caixas passou um filminho da minha vida, são tantas lembranças em formas de objetos, muitas vezes sem valor nenhum, com histórias que são só minhas.
Um livro do "piu piu e frajola" que eu ganhei do meu mendigo quando eu tinha 3 anos, ele era meu mendigo pois todos os dias depois do almoço tínhamos que ir até a esquina da Barata Ribeiro em Copacabana onde ele ficava, levava comida e batia papo com ele, minha mãe me levava e eu dona de mim no auge dos meus 3 anos, ficava lá com o meu mendigo, ele comia e depois levávamos o prato de volta, todos os dias este era o caminho depois do almoço, antes dele mudar de "morada" ele me deu este livro, que guardei até hoje; uma caneta escrito Renata que meu tio Antônio me deu, aquele tio que eu jurava que era o Chacrinha; um avental com uma vaquinha pintado pela minha tia Helena; uma canga que comprei na última viagem com meu pai, a super 8 que ele me deu para eu ser cineasta; um quadro com uma foto tirada quando meu afilhado fez 18 anos em que os 5 primos estão juntos e felizes, coloquei perto do meu cantinho de trabalho; meu vestido de casamento; meu palhaço que estava na mesa de bolo do aniversário de 1 ano do filho de uma amiga, e de tanto elogiá-lo ela me deu, o que causou grande discórdia entre as amigas dela; um livro de costura que a Cláudia me deu como incentivo para meus futuros empreendimentos; uma Barbie Yasmim que ganhei da Kiki quando engravidou.
São muitos fantasmas, saudades, momentos que não voltam mais, mas que gosto de saber que estão perto de mim, gosto de vê-los como amuletos da sorte recheados de certezas e que preciso deles para me sentir em casa. Agora que tudo está no seu devido lugar, cachorros no quintal, caixas na reciclagem, estante da sala arrumada, sobra energia e força para recomeçar com o pé direito. Amanhã, que venha o sol para eu usar meu protetor solar novo.

17 comentários:

Dedinhos Nervosos disse...

Ai que delícia de lembranças!!! Muitas dessas jóias vc nem devia lembrar direito que tinha, né? Sempre que eu acho algo de que não lembrava é como se estivesse revivendo cada momento, cada história. E com vc foi a mesma coisa, né? Reviver felicidades é uma delícia! :o) Beijos e que venha o sol!

Cláudia disse...

O protetor e os tenis de correr na areia!
beijo

ANNA disse...

Que bom saber que está tudo no seu devido lugar, inclusive aquela energia e alegria de viver que eu sei que vc tem!
Agora, Re, se o sol passar por aí, será que vc não pode mandar um recadinho dessa sua amiga curitibana para ele?
Diga a ele que nós já estamos ficando com a pele verde e começando a coachar... se ele puder dar uma passadinha aqui ficaríamos muito agradecidos!
Obrigada,
Beijo
urbAnna

Roberta disse...

Chorei.

MH disse...

Cara, só você pra "ter" seu próprio mendigo... essa história merecia ser contada...

Adorei, Re! Sabe que outro dia passei por algo parecido, depois de muitos ultimatos maternos, eu e meu irmão fomos pra Piracicaba arrumar os milhões de coisas que guardamos nos nossos antigos quartos. Achei cada coisa... É surreal, nostálgico, melancólico e delicioso, tudo ao mesmo tempo.

Ah, e Feliz Vida Nova pra vc!
beijo

Ana disse...

Re te mandei um email no yahoo sobre Recife...
beijo

disse...

Meu Deus! Me lembrei de quantas coisas assim tenho guardadas (é, guardo de tudo!) e tem, inclusive, uma super 8. Achei que só eu ainda tinha uma dessas em casa (e um projetor pra ver meus filmes de infância, aff! como estou velha!)
Que bom que tudo já está em ordem. Imagino como os cachorros estão gostando de ter quintal!!!
Beijo

Ana Paula Britto disse...

Oi Renata!
Eu mudei faz pouco tempo e resolvi colocar as fotos em seus devidos lugares, ou seja, nos álbuns. Nossa!!! Quantas recordações: fotos da minha última gravidez, das crianças recém nascidas, amigos, viagens...um pouco de nostalgia faz bem.
Beijo

Renatinha disse...

Dedinhos,
Nem lembrava mesmo... Guardamos muitas tralhas pelo coração, né?
beijos

Clau,
Hoje usei o protetor... Amanhã o tênis, se gastar tudo no mesmo dia depois cansa... rs
beijos

urbANNA,
Hoje não existia nuvem no céus, por isso tomei sol até as 10 da manhã, ele podia ir te visitar depois, né? Amanhã mando ele te visitar e voltar rápido...
Beijos de sapo... rs

Roberta,
Não chore, é bom reviver nossa história para sabermos quem somos, né?
beijos

MH,
Sua mãe limpou a casa literalmente, né? Guardava muitas destas "tralhas" na minha mãe tb... rs
Pode deixar que conto a história do "meu" mendigo um dia... rs
beijos

Ana,
E mail respondido, ansiosa por vc aqui.
beijos

Dê,
Podemos ser cineastas juntas... temos até como fazer tomadas comduas super 8... rs
beijos

Ana Paula,
Colocar as fotos nos álbuns é uma higiene mental, né? Passa um filminho na cabeça. Filme bom.
beijos
Re

Mulher Solteira disse...

Ei, querida!
Que bom te sentir mais animada. Mudanças mexem com a gente mesmo, em todos os sentidos! A caixa de guardados ajuda a gente a se sentir em casa novamente...
Hoje li uma frase linda do Mia Couto, escritor moçambicano, mais ou menos assim: "O importante não é a casa onde moramos. Mas onde, em nós, a casa mora".
Ótimo poder continuar te acompanhando!
Beijão.

Denise do Egito disse...


Esta semana eu resolvi abrir minha caixa de fotos antigas. Ah, pra quê? Muitas lembranças, algumas boas – do meu filho bebê e em várias fases em que ainda era pequenino – e outras que me dão dó – como as que eu tirei escondida dos meus pais minha aos 16 anos com o meu namorado cadete (coitadinha de mim que era uma bobinha apaixonada Hahahaha).
Recordar é viver...
Boa arrumação e boa semaninha!
Bjs

Isa disse...

Tb tenho minha "caixinha do passado" como eu chamo. Tem tanta coisa lá dentro, uma vida inteira quase. Acho que qdo eu morrer vão dar muita risada do que vão encontrar.
É bom recordar.
bjs

Nina Lima disse...

Re,
como que foi a chegada? Tá feliz?
beijos e tudo de bom pra você!

Renatinha disse...

Mulher Solteira,
Que frase linda e verdadeira!
beijos

Denise,
Se temos o que recordar, é um bom sinal, né?
beijos

Isa,
O pior que as vezes esta caixinha do passado só faz sentido para a gente, né?
beijos

Nina,
Muito feliz. Com a vida caminhando, aos poucos tudo volta a fazer sentido... E vc? Saudades.
beijos
Re

[ rod ] ® disse...

revisitando o passado vemos o quão bom o era... mesmo nas mais difíceis condições... bjs moça.

Dedinhos Nervosos disse...

Kd as atualizações deste blog, heim? Leva o note pra praia! :o)
Beijos!

carla curto disse...

Amiga que bom q vc levou o palhacinho! Até chorei qdo li! Q ele encha de risos sua vida, sua mente(brilhante) e q vc continue a me inspirar com seus textos lindos! Continuo te acompanhando amiga, no blog ou no coração! Saudades minhas e do Dô!