segunda-feira, 31 de julho de 2006

O primo Murad

No útimo inverno resolvemos ir para a terra do meu pai, Brasópolis, interior do interior do sul de Minas.
Ficamos 4 dias, levamos os agregados da família, Tia Malu e Kiki, e meu afilhado e a afilhada da minha irmã. Foram 4 dias bem divertidos, descobrimos um lugarzinho para comer e todos os dias íamos lá. O dono ficou encantado, nunca viu tanta gente no seu modesto restaurante, e ele não sabia mais como agradar a gente. Colocava DVD's de Ivete, Chicele com banana, e outras coisas que ele achava que ia nos agradar, até que minha mãe fala:
- O senhor podia chamar o meu primo, o Murad para tocar aqui, ele é ótimo.
O dono do bar respondeu humildemente que o Murad já havia tocado lá, mas ele era meio exigente para tocar no seu resturante.
No dia seguinte...
- O senhor devia chamar o Murad, meu primo, ele toca tão bem... (minha mãe insiste)
No dia seguinte...
Estávamos lá, comendo muito e rindo mais ainda, ouvindo Ivete Sangalo (de novo) quando ele troca o DVD, ficamos rindo do DVD que ele colocou, um tiozinho de colete desafinando… um horror!
Minha mãe berra.
- Quem é este homem tão ruim que esta tocando? Volta para a Ivete.
O moço responde:
- É o seu primo Murad...

4 comentários:

Ana disse...

Ai Re, isso não pode ser verdade!!!! :D
Beijo.

KIKI disse...

Fico imaginando onde o dono do restaurante conseguiu aquele DVD do "primo Murad"...hahahahahahaha
Bjs

Pinho disse...

Po e mesmo sendo horrivel o Primo Murad tinha DVD, imagina se fosse bom kkk

Anônimo disse...

essa é ótema sweety.....hahahaha só sua família mesmo pra ter um primo Murad....bjinho Mimi