segunda-feira, 31 de maio de 2010

Só em São Paulo

Existem coisas que só São Paulo tem: gente bonita, simpática, lugares finos, meias grossas com cachecol, Oscra Freire, almoço no Seu Maurício, histeria, trânsito infernal, modernidades, ponte estaiada, só São Paulo tem amigos de sempre, que nunca nos víamos antes, pois São Paulo nos afasta. Só São Paulo tem novidades por toda parte, tem shoppings com Tiffany's assaltada, tem lojas super modernas, tem Benedito Calixto com chorinho todo sábado, por lá um velhinho me abordou, seu nome? José Francisco*, escritor de um livro sem pé nem cabeça, comprei por 10 reais, com dicas de do-in, só São Paulo tem, after dark com amigas queridas, exposição na Oca para trabalhar, jantar na casa de amigo querido incentivador do blog, com Nespresso, muito moderno, muito chique, mas só tem em São Paulo, estas pessoas que são distantes fisicamente porém presentes na empatia, no repertório, no paladar.
Entrar em uma loja de um shopping e sair maquiada de Yves Saint Laurent, só São Paulo tem, ver Sex and the city com minha mãe maquiada chiquérrima então, só São Paulo pode ter. Tem luzes, tem piscas, luzes vermelhas para quem vai, brancas para quem vem. Tem ex-síndico do meu ex-prédio que me conhece e me abraça e promete me visitar, só São Paulo pode ter, pessoas que fazem com que mesmo longe da minha casa de hoje eu ainda me sinta fazendo parte de algo, parte de um sonho. Eu vivo o sonho dos paulistas, eu fugi de lá, mas volto para perceber que fugir foi a solução para eu voltar a ver o que só em São Paulo tem com o deslumbramento inicial, porém com os dias contados para voltar para casa, para o meu sonho de paulista**, sonho de viver longe dali, longe do caos, caos que faz com que só quem vive em São Paulo sabe, só quem vive por ali, quem sonha por lá poderia entender, que só em São Paulo nós podemos respirar um pouco do mundo todo.
Volto em breve, pode deixar, pois só em São Paulo tenho meu quarto cor de rosa.
* José Francisco é o nome oficial do meu cachorro Zézinho
•• Ok, sou carioca...

8 comentários:

Ana disse...

Adorei o after dark, foi ótimo! E contando os dias para viver um pouquinho do seu sonho, do seu mar... :) (espero que não chova)
beijo

Dedinhos Nervosos disse...

Ai, Rê, nem fala. Infelizmente nunca morei em São Paulo, mas me sinto parte daquele lugar desde que coloquei meus pés pela primeira vez. Amo a cidade e morro de saudades da vida que ela tem.
Beijos!

carla curto disse...

Ai!!!Vc veio aqui e eu não soube!!! Eu queria ter ido no tal After Dark!!! Ô amiga, q saudade!!! Espero q td esteja bem por aí nessa sua vida "pacata" q de "pacata" não tem nada...Beijão!

UrbAnna disse...

É por essas e outras que eu adoro cidade grande!!! rsrsrs
É uma loucura sem a qual eu nao saberia viver!
Beijo

Fabiane Siqueira disse...

Renatinha,

Adorei!!!!

bjs

novamanha disse...

Nossa!!Fazia tempo que eu nao vinha aqui...
E quando venho...que surpresa!
Vc veio.
Na nossa louca vida normal de SP. rs

É...algumas coisas...só aqui mesmo.
eu sempre quero fugir daqui...mas quando estou longe...sinto saudade.

Sou naturalmente louca. rss

Bjoo

Kakaya disse...

Por isso que amei sampa. Porque tem coisas que só São Paulo faz por você!rs!

Vivis disse...

Rê! Amei nosso After Dark! Saí trombando as perninhas de caipirinha mas estava uma delícia. Rimos à beça (acho que este termo já é meio velhaco, né).
Te adoro amiga e espero vê-la em breve, viu!
Aqui ou aíiii, o que tb é uma ótema idéia, nao?
BEIJOS RÊ!!!!!!!!!!