sexta-feira, 4 de agosto de 2006

Ano novo

Sempre a festa de ano novo é na casa da Dinda em Copacabana, mas teve um ano que a festa teve uma inusitada visita.
Os preparativos e a comilança é dividida entre os parentes e neste ano a prima encarregada das uvas, esqueceu das uvas, mas levou uma criança com catapora.
Estávamos em casa umas 5 da tarde e chega uma família, mãe, pai e 4 filhos, sim, 4 filhos entre 1 e 10 anos.
Chegou e ninguém sabia quem havia convidado, chegaram com uma mala, todos desconfiamos do nosso primo Mario, mas ele disse que não havia sido ele, enfim, já estavam lá mesmo e sempre cabe mais 1 ou melhor mais 6 naquele apartamento.
Umas 10 da noite eles entram no banheiro, todos tomam banho se trocam e começam a circular pela festa fazendo amigos e todos perguntando daonde havia surgido aquela família.
Chuva, muita chuva.
Perto da meia-noite vamos para a praia ver os fogos, a família também vai.
Depois dos fogos e dos rituais sem uva, voltamos para casa.
Continuamos a comilança, as risadas da família Castro, de repente, percebemos que a família continuava por ali, só que de camisola e pijaminhas procurando um lugar para dormir. Como assim???? Eles iam dormir lá e nem haviam comunicado.
Minha mãe me chama num canto e diz: - Garante sua cama que a família quer dormir…
Nunca adivinhamos daonde eles haviam surgido, quem havia convidado, como apareceram, mas soubemos que as crianças pegaram catapora.
E desde então eles são conhecidos como a família do Mario.

3 comentários:

Melissa disse...

Oba to arrumando a minha malinha com o pijaminha mais bunitinhu que tenho pode deixar que eu levo as uvas ok ? Afinal todos tem que colaborar... rsrsrs

Bjs - estão ótimos os seus textos Re parabéns !!!

KIKI disse...

Com certeza o Mário se trancaou no quarto e nem ofereceu a "bicama" dele...
Essa é a casa da Dinda!!!! hahahahah
Bjs

Pinho disse...

Sempre cabe mais alguem na casa da Dinda rsrsrsrrs