quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Nhaca de gringa

Um dia estava numa boate no Rio com o Pinho, estávamos bêbados e rindo de todos, boate apertada, aniversário de uma amiga de outra amiga… De repente sentamos numa mesa e uma moça veio dançar com a gente. Ela era gringa, não entendíamos o que ela queria e ela levanta o braço na nossa frente e ficava balançando, nos chamando para dançar. Mas quando ela fazia isso, percebemos que ela nunca tinha visto uma cera de depilação, e muito menos uma gilette, ou um desodorante. Quanto mais a gente ria, mas ela se empolgava me pegando pela cintura para dançar com ela, ela me queria, era gringa, toda liberal, e a favor da mata virgem. Ríamos e ela ria achando que agradava… Bebida, risada, o cheiro forte de cecê, não dava, ela pega o Pinho pra dançar, justo no primeiro porre da vida dele…
Ninguém merecia tanto cecê logo da primeira vez… Só sabemos que no dia seguinte a mistura de ressaca com a nhaca da gringa com o suvaco na nossa cara, foi uma das piores sensações da minha vida.

3 comentários:

Malu disse...

ai re,
fiquei com mega nojo dessa história! hehehhe...
e olha eu sempre entro no seu blog e já li todas as histórias!
e adoro...
não precisa criar amigos imaginários tá bom linda?!
saudade
beijinho
Malu

Pinho disse...

Vc esqueceu de contar que ela me pegou pra dançar mas rapidamente colocou vc entre nos 2.
Ou seja a budunzenta queria mesmo era vc pra desmatar aquela mata atlantica.
Nota sobre o 1o porre: Nao tinha condicoes de ir pagar a conta, dei a carteira pra amiga da Re, so tomamos caipirinhas e no fim eu gastei 115,00 (isso em 1999) sei nao mas acho que paguei a conta de todo mundo

Ana disse...

Hahaha que nojo!!!!!!!!!! pelamor, mulher pode estar com buço por fazer, perna peluda, virilha sem depilar... mas suvaco é demais né! (ou subaco, como dizem por ai).
Beijos.