quarta-feira, 2 de agosto de 2006

Tio Paulo

Um dia estava na casa da minha prima Paulinha, tinha um monte de parentes dela por lá, apartamento pequeno e muita gente, principalmente primos, Paulinha tem muitos primos.
Todos haviam descido para o play, acho que era aniversário de alguém da família e eu ainda estava no apartamento, supostamente sozinha e vou entrando num quarto da casa, bem, bem desligada e esbarro em algo e começo a berrar de susto e olho para cima e vejo o tio Paulo, o Tio Paulo da Paulinha, pelado de costas pra mim, e eu berrando, berrando, saio correndo e bato a porta do quarto, desço as escadas era segundo andar, e ouço lá de baixo alguém berrando:
- Oi, oi, alguém em casa? Estou preso no quarto, a maçaneta caiu, oi, oi alguém aí?
Eu me fiz de surda, como eu ia resgatar a pessoa que eu mesmo havia prendido no quarto e visto pelada?
Não lembro como ele se libertou, só sei que na mesma semana minha irmã foi cumprimentá-lo e com um beijo, errou o local e beijou ele na boca.
Ele com certeza passou a temer as irmãs Cintra.

5 comentários:

Ana disse...

Hahahahahahahahaha to morrendo de rir!! :´D Ai Re, só vc mesmo! Quer dizer, vc e sua irma ne?
Beijo

Pinho disse...

Ou ele esta com medo das irmas ou nao ve a hora de encontra-las de novo kkkkkkkkk

KIKI disse...

O melhor é que vc consegue se superar... e a Dé também!!! hahahahaha
Bjs

Zagaia disse...

Bom isso pra mim já é caso de tiofilia!! Credo!! Pobre tio Paulo! Eu sempre acho que isso é armação das Cintras!

Zagaia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.