terça-feira, 22 de julho de 2008

O Ressucitador de moscas

Todo churrasco era a mesma história, alguma mosca resolvia mergulhar em um copo de cerveja.
E o Ressucitador de moscas, sorria, realizado, pois seu show iria começar.
Chamava as crianças, os adultos, seus novos e velhos espectadores. Todos ficavam a sua volta.
Ele pegava a pobre mosca, sem vida, com cuidado, separava um punhado de farofa e deitava e rolava a coitada ali, falando palavras mágicas. Depois a colocava, ainda sem vida em suas mãos, assoprava e abracadabra daqui, abracadabra dali, todos nós contávamos até 10 em coro. 1, 2, 3…
Ele sacudia, abria as mãos e a mosca voava. Novinha em folha, livre e feliz.
Os churrascos nunca mais serão os mesmos sem você, pai, meu Ressucitador de moscas. O seu show era a melhor parte de qualquer festa.

23 comentários:

Garotas de Vinte e Poucos disse...

Olá!
menina, comecei a ler o texto e na hora já imaginei meu pai... ele nunca ressuscitou nada, nem mosca, mas isso é alguma coisa que ele faria bem feito! Me deu um aperto agora, uma saudade.... mas passa. Esquecer não esquece, mas passa!

Beijo grande

*lala*

R. disse...

Acontece assim mesmo, ou é mágica???
q lindoooo seu pai...
amei.

Bjo, Ro.

Re disse...

Lala,
Ontem fiquei rindo sozinha lembrando desta história e resolvi contar. Saudades. Ela passa?
beijos

R.,
Acontecia assim, pois era a mágica dele, na verdade a mosca não morria na cerveja, ela só ficava grogue e precisava ser acordada... Era lindo....
beijos
Re

isaBela araújo silvA disse...

que história...
as histórias são sempre boas, mas o seu jeito de contar as deixam melhores, mais doces. me deu vontade de estar nesse churrasco.

Re disse...

Isabela,
tb tenho vontade de um churrasco destes de novo!
Vou aprender a fazer a mágica, não vai ter a mesma graça, mas 33 anos vendo, devo saber fazer e te mostro um dia... rsrsrsrs
beijos
Re

danisiinha disse...

puxa nunca vi um amosca ressucitar....
rsrrs
olha adorei o blog e estou favoritando no meu.....bjs

www.daniilopes.blogspot.com

Karlinha disse...

Vc pode levar a diante esse show?Eu quero ver!rs!
Bom quando a gente lembra dos detalhes né!?
Beijos!

Re disse...

Dani,
Obrigada!
Estou indo lá fuçar o seu.
beijos
Re

Re disse...

Karlinha,
É bom mesmo.
Lembro como se fosse hoje ele fazendo isso...
beijos
Re

Dedinhos Nervosos disse...

Seu pai devia ser uma delícia de pessoa. A gente sente pelas histórias. Que bom ter muitas pra contar. :o)
Bjos.

Pinho disse...

Caramba, Rê, essa magica do teu pai eu nao conhecia.
Mas, e ai, como funcionava?

Camu disse...

Lindo, lindo! E a magia nunca se perderá!

Re disse...

Dedinhos,
Era mesmo. Muito querido por todos.
E por ele ter sido tão gostoso que existem histórias assim...
beijos

Pinho,
A mosca quando cai na cerveja, ela não morre, só desmaia, e ele secava ela e a acordava, era só isso. Simples magia....
beijos

Camu,
Nunca mesmo! Obrigada.
beijos
Re

*Mimi* disse...

Obrigada pelo comentário e pela visita no blog...
Beijoca

R. disse...

Nossa....vou fazer com meu sobrinho, vamos ver se tenho a vocação de mágica, hehehe.
Bjos,
R.

Cláudia disse...

Aposto que era uma mosca treinada, que ele levava no bolso e no meio do churrasco, sem que ninguém visse: tchã-nãn! ele soltava ali perto do copo, ela mergulhava na cerveja e já se fingia de morta.
Talento duplo.
beijo

Ariane disse...

Re, estou lendo seu blog todos os dias!
É tudo mto lindo e engraçado!
Parabéns!
Saudades!

bjinhos

Re disse...

Clau,
Será que a mosca era combinada com ele?
Ah! Vou descobrir isso.... rsrsrsr
beijos

Ari,
Minha linda! Vc aqui! E só agora dando o ar da sua graça. Que saudades de vc! Como está? Trabalhado muito? Amado muito? Brigado muito?
Aqui ficou calmo demais sem vc!
Volte sempre e apareça.
Obrigada
beijos
Re

Fernando T disse...

esse seu texto me inspirou pra contar uma história. não é linda como a sua, mas é uma história.
:D
beijo

Re disse...

Fernando,
Conta, adoro histórias fantásticas..... rsrsrsr
beijos
Re

ANNA disse...

Em tempo de Lei Seca, a mosca teria que mergulhar no vinagrete...

Adorei!!

Bjs

Daniele disse...

Não sei se choro ou se dou risada...maravilhoso seu pai por deixar tantas histórias boas, mesmo pra aqueles que não o conheciam. Aliás seu modo de escrever faz com que pareça que já o conhecíamos de nossas festinhas de domingo...
Meu pai mora longe, e lendo seu post me fez lembrar que faz tempo que não ouço a voz dele...vou pro tel...

Bjus
Dani!
Seu blog é divino...

Re disse...

Anna,
Ainda bem que eram outros tempos.... rsrsrs
beijos

Dani,
Obrigada!
Liga para ele sim. Agora. E agora.
Pois um dia descobrimos que ~e tarde demais.
beijos e volte sempre
Re